Projetos Além-Fronteiras


Irmãs Postelianas: Projetos Além Fronteiras

 

Projeto Moçambique - África

 

Início 1998 - Participação no Projeto Além Fronteira - Nordeste IV e V - CNBB e Diocese de Lichinga - Niassa - Moçambique. A Partir de 2001, desligamo-nos do Projeto e a convite do Bispo diocesano iniciamos nossa própria Missão, em Metarica, também no Niassa.

O Projeto nasceu de um desejo da Província Brasileira de servir ao povo africano, que no passado, como escravos contribuíram para a construção e história de nosso País. Até 2004, o Projeto esteve sob a direção da Província Brasileira.

Com a reestruturação administrativa da Congregação, a partir desta data, ele passou para a direção direta do Governo Geral, que, por sua vez indica uma representante imediata para o mesmo. A missão já contou com a participação, além de várias Irmãs brasileiras, também com uma Irmã Alemã e uma Boliviana, ambas Postelianas, bem como com uma Irmã Alemã de outra Congregação e uma Leiga Missionária Brasileira.

Neste ano de 2011, éramos cinco Irmãs Brasileiras participantes, sendo que duas tiveram que retornarem ao Brasil, Irmã Elza aparecida dos Santos, por motivo de reincidência de sua enfermidade e Irmã Eunice Dias, que havia se prontificado por um ano, especialmente, para conhecer suas raízes africanas. Assim, hoje, somos três Irmãs: Conceição de Maria Gomes de Souza, Fátima Sehnem e Leila de Souza e Silva.

Duas Noviças do segundo ano, cinco Pré Postulantes, seis Aspirantes, um Leigo Posteliano, além de um grupo significativo de Vocacionadas. Nós procuramos viver as Obras de Misericórdia nos diversos campos conforme os apelos e necessidades e as nossas possibilidades: 

"    Comunidade Eclesial - Paróquia Santa Maria Madalena Postel: Sede mais 36 Comunidades.
"    Social - Famílias, Crianças desnutridas, Casa melhorada, machambas comunitárias, poços e outros.
"    Formação - As diversas Etapas, desde a Animação Vocacional.
"    Educação - Escolinha "Júlia Postel", apoio a estudantes com material, alimentação, etc.
"    Fraternidade Plácida - Mulheres e homens 
"    Outros.

O Projeto possui quatro imóveis, sendo três em Metarica - Casa Central: Santa Maria Madalena Postel, Casa Plácida: Pré - Postulantado e Casa Marta; Aspirantado. A Casa do Noviciado: Mãe da Misericórdia - fica em Cuamba, a 70 Km de Metarica. Possui também um Veículo tipo Toyota. Agradecemos à Província Brasileira pelo apoio, especialmente com pessoas dedicadas, ao longo desses anos. Agradecemos ao Governo Geral pelo apoio incondicional para o desenvolvimento, em todos os sentidos, desta missão. Por fim, fazemos um fraterno convite para que outras Irmãs possam se dispor a somarem conosco, pois, a Messe é grande e poucos os operários. Vinde e vede! Por tudo damos Graças a Deus autor de todo bem, e à nossa Santa Fundadora pela proteção contínua e fiel.

Irmã Leila de Souza e Silva Coordenadora do Projeto Santa Maria Madalena Postel em Moçambique

 

 

Projeto Alemanha - França

 

Em meados do século XIX, emigraram alemãs que eram fabricantes de cerveja para Paris. Falavam muito pouco o francês e seus filhos não recebiam formação escolar e nem religiosa. 
Em 1850, foi fundada a primeira comunidade das Irmãs com o nome de Sagrado Coração de Maria, na rua picpus em Paris. Esta Comunidade ainda existe até o momento. As Irmãs recebiam as crianças alemãs em sua escola, porém era muito limitado, pois não conheciam a língua. 
Em 1853, padre Herman köckeelmann da Congregação dos Padres do Coração de Maria, que tinham uma casa na mesma rua das Irmãs, em uma missão em Rhede\westfalia Alemanha tentam encontrar moças para entrarem na Congregação Francesa. Se apresentam: Katharina Mester de Warebdorf e Bernardine. 
Em 1854 as três irmãs de Perdebrock: Humiliane, Mery e Susanne. 
Até 1861, um total de 11 Irmãs entram na Congregação das Irmãs na Abadia: Irmã Vitaliene Hackenkamp, Irmã Stanislau Kostka Wünnemberg, Irmã Bertilla Lohman, Irmã Antonia Haddick, Irmã Aloisia Borgelt, Irmã Ausberta pröbsting, Irmã Hedwig Ribo e Irmã Aurelia Poggenburg. 
Em 1859, Plácida Viel viaja para a Westfalia\Alemanha, como Irmã Elisée sua assistente para fundar uma escola para os pobres. Mas o projeto não deu certo, porque as mulheres não eram aceitas como professoras. Em meados do século XIX, em Eichsfed, cinco jovens queriam dedicar-se à formação da crianças abandonadas. São elas: Emilie Harbetbel, Emilie Strecker, Francisca Senft, Margaretha Engelhardt, Christina Glahn e paulina Koch. Elas são as primeiras mulheres a receberem uma formação para serem professoras na Escola Normal de Heiligenstadt. Depois das primeiras dificuldades, enfim, elas recebem uma colocação como professoras auxiliares ( Francisca Senft e Cristina Glahn) em Worbis, Niederoschel e Dingelstädt. Elas vivem juntas em um Berklösterchen, em comunidade conventual segundo as Normas de Vida de São João Batista de la Salle e buscavam uma Congregação onde pudessem entrar.
Em 1860, o padre Franciscano Stephan Störmann, que deu retiro para estas duas professoras, em Worbis, entra em contato com a Congregação Francesa. 
Em 24 de dezembro de 1861, as Irmã Elise, Cândida e Bernardine Mester vêem da França para a alemanha para o primeiro contato. Padre Störmann, havia cancelado o encontro porque um Irmão de La Salle, em Eischiefeld havia tratado de unir estas professoras com as Irmãs vicentinas de Paderborn e de Colônia. Mas mesmo assim Irmã Plácida Viele manda viajar as três Irmãs. E, então decidem admitir as três jovens na Congregação. 
Em 1862, Irmã Plácida chega em Heiligenstadt acompanhada de sua assistente Irmã Cândida e fundam a primeira comunidade alemã. Mas juntamente com elas chegam também as seguintes irmãs: louis Delaroque, para Superiora da Comunidade, Irmã Humiliane Perdebrock como sua assistente, Irmã Bernardine Mesters como mestra de noviças em Heiligenstadt, Irmã Aurelia Poggenburg para Worbis, Irmã Ausberta Pröbsting para Niederorschel e Irmã Staanislaus Wünnenberg para Dingestäadt. 
Em 07 de outubro de 1862, as quatros primeiras Irmãs emitem seus votos na Igreja Santo Egidio:

" EmilieHartles passou a se chamar de Irmã Maria

" Emilie Strecker, de Irmã Aegidia

" Margaretha Engelhardt, de Irmã Josefa

" Pauline Koch, de Irmã Julia

Em 1864 - As Irmãs montam sua primeira escola feminina em Heiligenstd;

De 1862 a 1872 - A Comunidade das Irmãs Alemãs já conta com 60 membros;

Em 1868 e 1869 - Plácida Viel visita as Irmãs em Heiligenstd;

Em 1871 - Construção de uma nova capela para as Irmãs em Heiligenstadt;

1870 - 1871 - Guerra Franco- Alemão. As Irmãs cuidam dos feridos na guerra em Heiligenstd;

1871-1887 - Luta cultural do Rei de Pruscia contra a Igreja. Todos os estabelecimentos das Irmãs são fechados e elas são exiladas. No mesmo ano de 1887 quando a última casa é fechada, as Irmãs vão com as internas para Toul, onde Plácida Viel aluga uma casa para elas. Algumas Irmãs ficam na abadia, outras em Paris e na Chapelle-Sur-vire. Mas no mesmo ano de 1887 é reaberta novamente a casa de Heiligenstatd. Então, refloresce a Congregação na Alemanha novamente.

De 1877 a 1900 - As Irmãs abrem 11 novas comunidades;

1900 a 1914 - Contam com 28 fundações;

1914 a 1918 - São abertas mais 10 novas casas; ao todo 54 comuniodades e um número de 585 Irmãs ;

1914 a 1918 - Estoura a Primeira Guerra Mundial. Causa da Separação da Congregação.

1920, por causa da situação política difícil entre Alemanha e França, a Irmãs da Alemanha são obrigadas a se separarem da Congregação Francesa. Os bispos da alemanha insistiam para que as Irmãs buscassem autonomia própria. 

Após 91 anos de separação, em 12 de Janeiro de 2011, as duas Congregações fundaram uma Comunidade Internacional na Abadia de Santa Maria Madalena Postel, em Saint-Sauveur-Le-Vicomte, França. Somos cinco Irmãs. Três da Congregação Francesa e duas da Congregação Alemã. Eis aqui as cinco Irmãs que compõem a Comunidade: Irmã Lydie Bamana (congulesa), Irmã Shynie Zacarias (indiana), Irmã Rosa Maria (brasileira), Irmã Vincentia (indonesiana) e Irmã Mirian Machuca (boliviana).estamos aqui por dois anos. Após virá nova turma para dar continuidade ao projeto.

 

Contribuição : Irmã Rosa Maria da Silva Reis, smmp

Imagens


Siga-nos



© 2015 - Todos os direitos reservados - DP
  Endereço

Rua Querubino Soeiro, 458
Centro - Leme/SP
Fone : (19) 3571-2521
contato@irmaspostelianas.com.br

Viaconect